Hipermetropia

Especialistas em cirurgia de hipermetropia

O corpo clínico de oftalmologistas do COI Oftalmologia é especializado no diagnóstico, no tratamento e em cirurgia de Hipermetropia. Contamos com os mais avançados aparelhos para a identificação da doença.

Além da alta tecnologia, também prezamos o bom atendimento, que vai desde a pontualidade até a atenção e cuidado total ao paciente.

O que é e o que causa Hipermetropia?

Ela ocorre quando temos um olho mais curto do que o considerado normal (axial) ou quando possuímos uma córnea ou cristalino (lentes naturais de nossos olhos) com um baixo poder refrativo ou menor curvatura (refrativa ou de curvatura). Como consequência os raios luminosos que entram em nossos olhos a partir da pupila caiem atrás da retina (enquanto o normal seria a imagem cair exatamente em cima da retina, nem antes e nem depois).

Quais são os seus sintomas?

Os sintomas incluem dificuldades de visão de perto (leituras de livros, jornais, computadores, tablets e celulares), dores de cabeça intensa, principalmente no final do dia, após um dia inteiro de trabalho ( raramente a dor de cabeça no paciente hipermétrope ocorre ao acordar no início do dia), sensação de cansaço e fadiga ocular.

Outros sintomas menos comuns são lacrimejamento, ardor e sensação de peso nos olhos.

Qual o tratamento?

O tratamento para o paciente hipermétrope consiste na prescrição de lentes corretivas de óculos ou lentes de contato. Essas duas modalidades citadas anteriormente são consideradas apenas paliativas. Isso porque somente possuem efeito enquanto estiverem sendo utilizados (ao serem retirados os óculos ou as lentes de contato, ela estará mais sendo corrigida).

O tratamento definitivo consiste na cirurgia a laser através das técnicas de LASIK ou PRK. É um tratamento considerado simples, sem necessidade de internação hospitalar e consiste no remodelamento e consequente aumento da curvatura central da córnea através do laser, corrigindo o grau e consequentemente normalizando a visão.

Dúvidas sobre Hipermetropia

Não, não há nenhuma forma de se prevenir essa condição. A melhor forma de se diagnosticar precocemente o problema é através de exames oftalmológicos regulares.

Sim, pode aumentar sim. Isso é verdade principalmente na fase adulta. É muito comum que ao longo dos anos na vida adulta a cada um ou dois anos aumente um pouquinho o grau.

Sim, pode sim. Isso é verdade principalmente na infância, na hipermetropia infantil. Em crianças hipermétropes, com o passar dos anos, o globo ocular vai crescendo e o grau da hipermetropia tende a diminuir com o tempo, até a idade de 18-21 anos de idade.

Sim, existe. A cirurgia indicada para pacientes hipermétropes é a cirurgia refrativa a laser. As técnicas indicadas podem ser a LASIK ou PRK, podendo ser da forma convencional ou personalizada.