Injeção Intra-vitrea

Especialistas em Injeção Intra-vitrea

O corpo clínico de oftalmologistas do COI Oftalmologia é especializado em Injeção Intra-vitrea no Rio de Janeiro. Contamos com os mais avançados aparelhos para a identificação da doença.

Além da alta tecnologia, também prezamos o bom atendimento, que vai desde a pontualidade até a atenção e cuidado total ao paciente.

O que é injeção intra-vítrea de anti-angiogênico?

É uma injeção ocular (dentro do gel vítreo) com substâncias que interrompem o crescimento de neovasos na retina. Por ser injetada diretamente no vítreo e bem próximo a retina, sua eficácia e resultados são muito satisfatórios.

Como é feita essa injeção?

É realizada em centro cirúrgico, com o paciente anestesiado, com todo o conforto necessário. O paciente logo após a aplicação da injeção, já pode retornar a sua casa com o seu acompanhante.

Em casa, fará um tratamento com colírios por cerca de 7 dias, a fim de prevenir infecção e/ou inflamação ocular.

Dúvidas sobre Injeção Intra-vitrea

A triancinolona é um corticóide (anti-inflamatório) que pode ser utilizado em injeções peri-oculares e intra-oculares (intra-vítrea).

A injeção intra-vítrea de triancinolona foi aprovada pelo FDA (órgão americano que regulamenta as medicações) para as seguintes patologias:

  • Uveítes;
  • Doenças inflamatórias oculares resistentes ao tratamento com colírios de corticosteroides;
  • Oftalmia simpática;
  • Arterite temporal.

Uma das indicações do tratamento com injeção intra-vítrea de antiangiogênicos é no tratamento do glaucoma neovascular.

Nessa patologia ocorre a proliferação de vasos sanguíneos anômalos (com qualidade ruim) e os mesmos podem ser tratados através da injeção dessas substâncias antiangiogênicas.

Sim. A partir da RN 428, vigente a partir de 02.01.2018, foram incluídas as seguintes patologias: Edema Macular Diabético, Oclusão Veia Central da Retina, Oclusão de Ramo da Veia Central da Retina.

Sim, funciona sim e serve pra tratar diversas doenças da retina de maneira muito eficaz. As principais doenças tratadas através dessa técnica são: DMRI (degeneração macular relacionada a idade), retinopatia diabética e oclusões venosas da retina.

As complicações da injeção intra-vítrea são raras. A principal complicação é um pequeno sangramento indolor no local da aplicação da injeção. Outras raras complicações consistem em: descolamento de retina e infecção intra-ocular (Endoftalmite).

Quando o procedimento é realizado por uma equipe qualificada como a da Clínica de Oftalmologia Integrada a chance dessas complicações diminuem muito.

Não, não dói não, pois é feita com anestesia local através de gotas de colírio anestésico.