Site icon Clínica Oftalmológica no Rio de Janeiro

Retinografia simples como é feito o exame e quais os procedimentos

oftalmolista ruivo usando óculos e jaleco branco em seu consultório preparando seu equipamento para realizar retinografia simples

Saiba mais sobre esse exame que permite a visualização direta, indolor e não invasiva de estruturas importantes do olho

Durante a consulta com o médico oftalmologista, é comum que, ainda no consultório, a gente passe por exames e testes de rotina. Dependendo do histórico e das queixas do paciente, pode ser que o profissional precise fazer uma investigação mais aprofundada. Nesse contexto, um dos exames solicitados é a retinografia simples. Você sabe o que ele significa e qual é sua importância para o diagnóstico de algumas doenças oculares? Leias as informações a seguir e descubra.

O que é retinografia simples?

A retinografia simples é um exame oftalmológico que consiste na observação e registro por imagem da retina, do nervo óptico e do fundo do olho. Realizada por meio de equipamentos de última geração, ela permite a obtenção de fotos em alta resolução.

Dessa forma, ela permite que o médico oftalmologista faça uma investigação mais detalhada de lesões intra oculares.

Como é feito o exame?

Esse exame dura alguns minutos, é simples e indolor.  O paciente é acomodado em frente a um aparelho chamado retinógrafo. Ele capta imagens do olho com a ajuda de uma lente de grande aumento.

Como é o preparo para a realização da retinografia simples?

Para a realização do exame, o paciente deve estar com a pupila dilatada. O ideal é que você vá até o laboratório acompanhado de um amigo ou familiar, já que a capacidade visual é reduzida por conta do medicamento usado para a dilatação.

Caso você use lentes de contato, elas deverão ser retiradas antes da retinografia simples.

Veja também: Saiba tudo sobre os exames oftalmológicos

Quando a retinografia simples é indicada?

O médico oftalmologista solicita esse exame quando há necessidade de diagnosticar e acompanhar algumas doenças oftalmológicas que podem comprometer a retina e o nervo óptico.

A retinografia simples é indicada para pacientes míopes e hipertensos. Ela também é realizada para diagnóstico e acompanhamento de alterações da mácula, tumores oculares, entre outras doenças.

Além disso, o exame também serve para detectar doenças decorrentes do diabetes, como retinopatia diabética. O descolamento da retina e até mesmo o glaucoma são enfermidades que podem ser detectadas pela retinografia simples.

Lembre-se de que a eficácia desse exame demanda a realização de investigações complementares. Dependendo do tipo de doença e dos sintomas do paciente, o médico também poderá solicitar angiografia, tomografia, oftalmoscopia ou a varredura a laser.

É importante mencionar que o procedimento deve ser realizado por profissionais capacitados. Isso é fundamental para a realização de um diagnóstico preciso e tratamento adequado.

A saúde dos seus olhos está em dia? Cuidar da visão é importante para seu bem-estar. Faça consultas regulares com  seu médico oftalmologista e não deixe de realizar a retinografia simples e outros exames solicitados. 

Sair da versão mobile