Alimentos bom para os olhos. 12 para o seu dia a dia

Saiba tudo sobre alimentação e a saúde dos olhos

A saúde dos olhos é essencial. Preparamos dicas com 12 alimentos que são ótimos para manter a saúde dos seus

Alimento bom para os olhos. Existe mesmo? Sim, acompanhe o artigo.

A alimentação tem um papel importante na manutenção da saúde de todas as partes do corpo, e na saúde dos olhos não é exceção.

Afinal, as vitaminas A, C e E, o zinco, os antioxidantes luteína e zeaxantina e os ácidos graxos ômega-3 e ômega-6 são todas substâncias que previnem doenças dos olhos.

Entre elas estão a catarata, a degeneração macular relacionada à idade, que é a causa mais comum de perda de visão por idade, e a síndrome dos olhos secos.

Muitos sabem, por exemplo, que a cenoura é recomendada para uma boa visão e lendo o nosso post você vai descobrir o porquê disso e quais outros alimentos também ajudam a manter a saúde dos olhos. Confira!

 

1. A cenoura na saúde dos olhos

A cenoura é rica em betacaroteno, a substância responsável por dar a cor alaranjada a esse legume. Uma vez ingerido, o betacaroteno se transforma em vitamina A, da família dos retinoides, e compõe uma das estruturas que formam a retina, fortalecendo-a e sendo essencial para a visão, principalmente em ambientes pouco iluminados e à noite.

Por isso, se diz que a vitamina A previne uma condição denominada cegueira noturna.

Outros alimentos dessa cor, como a abóbora, mamão, laranja, melão de polpa amarela, caju, pimentão amarelo, acerola, nêspera e batata-doce, também trazem esse benefício.

Acredita-se, inclusive, que o consumo regular de betacaroteno diminui em 40% o risco de degeneração da mácula.

 

2. Folhas verdes é um alimento bom para os olhos

Os vegetais de cor verde-escura contêm luteína e zeaxantina (ambas são um tipo de carotenoide), antioxidantes que protegem os olhos de agressões do sol, de fumaças e da poluição do ar.

Juntas, elas reduzem a chance de desenvolver catarata e também degeneração macular, uma doença provocada pelo envelhecimento, que destrói a mácula — a região de maior nitidez da retina.

Esses dois antioxidantes estão presentes na retina. Assim, enquanto a zeaxantina predomina no interior da mácula central, na retina periférica, quem está mais presente é a luteína.

Daí vem o entendimento da importância de consumir alimentos ricos nesses antioxidantes, como espinafre, couve, brócolis, rúcula e agrião.

 

3. Ovos

Os ovos, assim como as folhas verdes, são fontes dos antioxidantes luteína e zeaxantina, assim como também do mineral zinco.

Por isso, os ovos reduzem a chance de degeneração macular relacionada à idade, e também de desenvolvimento da catarata, além de contribuir para aumentar a capacidade de alcance visual, ou seja, da “visão para longe”.

4. Peixes

O ômega-3 e o ômega-6 da gordura dos peixes já são conhecidos como benéficos para o cérebro e o coração, mas eles também são importantes para a saúde dos olhos, já que combatem a formação de radicais livres.

As vitaminas A, B, D e E também estão presentes nesses peixes colaborando com a ação dos ácidos graxos.

Juntos, previnem a síndrome do olho seco, caracterizada por uma produção deficiente de lágrimas que leva a um ressecamento ocular. Os peixes mais ricos nessas substâncias são: salmão, sardinhas, arenque, anchova e atum.

5. Linhaça

Assim como os peixes, a linhaça (marrom ou dourada) contém ômega-3 e ômega-6, além do ômega-9 e vitamina E.

Juntos, esses ácidos graxos são capazes de diminuir a irritação e demais sintomas que a secura nos olhos produz. Isso porque eles aumentam a produção de lágrimas, mantendo os olhos lubrificados.

A linhaça é mais fácil de ser consumida do que os peixes, pois pode entrar na preparação de vários alimentos, como bolos, pães, molhos para saladas, podendo ser usada ainda para enriquecer sopas e feijões.

 

6. Azeite extravirgem

O azeite de oliva extravirgem é outra boa fonte de vitamina E, ômega-3 e polifenóis.

Essa combinação de nutrientes ajuda a prevenir a degeneração macular, uma doença comum em idosos e que pode levar a cegueira.

7. Frutas cítricas

Ricas em vitamina C, essas frutas são fundamentais na prevenção de degeneração macular, da catarata e da progressão de doenças, como o glaucoma.

Laranja, acerola, morango, limão, abacaxi e maracujá são bons exemplos de frutas cítricas para serem adicionados à dieta.

Outros alimentos ricos em vitamina C são o caju, goiaba, tomate, pimentão amarelo e manga. Sobretudo, prefira consumi-los ao natural para não perderem suas propriedades.

 

8. Frutas vermelhas

Frutas como a amora, cereja, morango e framboesa são ricas em antioxidantes chamados antocianinas, um tipo de flavonoide que combate os radicais livres.

As frutas roxas, como açaí, e o feijão preto também são ricos nesse flavonoide.

Por combaterem os radicais livres, elas combatem a perda de visão e a degeneração macular.

9. Sementes

Além de reduzir o índice glicêmico da refeição e prevenir diabetes, incrementar sua dieta com sementes e grãos, ajuda na saúde dos olhos. Elas reduzem o desenvolvimento de degeneração macular, devido às altas concentrações de vitamina E, zinco, selênio, ômega-3 e niacina.

As sementes que mais favorecem a saúde ocular são: as de girassol, amêndoas, amendoins, castanhas de caju e as nozes. Além é claro, de todos os óleos feitos dessas castanhas.

10. Alho

O alho, assim como a cebola, é rico em fósforo, cálcio e vitaminas do complexo B e C. Por isso, ambos são capazes de combater vírus e bactérias, micro-organismos responsáveis por inúmeras doenças.

Sua ação é dilatar vasos sanguíneos diminuindo a pressão sanguínea e também a pressão intraocular, uma importante facilitadora do glaucoma.

O alho também é rico em selênio, glutationa e quercetina, todos benéficos à saúde dos olhos. A glutationa, especificamente, é benéfica para a lente dos olhos.

11. Café

Além da cafeína, os grãos de café possuem outros compostos como o ácido clorogênico, uma substância fitoquímica capaz de prevenir a degeneração macular e também o glaucoma. Esse antioxidante também está presente nas ameixas.

Mas é bom alertar que mesmo que o café tenha esse e outros benefícios, seu consumo deve ser limitado a quatro (4) xícaras diárias, pois mais do que isso, pode causar insônia e agitação.

 

12. Alimentos ricos em zinco

Como o zinco é fundamental para o bom funcionamento da retina, alimentos ricos nessa substância também são essenciais para a boa saúde dos olhos.

E ele está presente em uma grande diversidade de alimentos, desde frutos do mar — como a ostra e o caranguejo —, até feijões, sementes de abóbora, fígado, leite e aves como o peru.

Como vimos, a cenoura ajuda sim a saúde dos olhos, mas não é o único alimento com essa função.

Tendo isso em mente, para ter olhos sadios, tenha uma dieta saudável, equilibrada, rica em frutas, verduras e sementes.

Assim, se você quer garantir uma boa visão, basta incluir os alimentos mencionados em sua alimentação, além de fazer visitas regulares ao seu oftalmologista de confiança.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Ricardo Filippo

Ricardo Filippo

Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Durante sua vida acadêmica, participou de dezenas de congressos e simpósios, no Brasil e no exterior, e ministrou diversas aulas sobre Oftalmologia. Para mais informações sobre sua experiência na área, clique aqui.

Comentários