Retinoscopia: o que é e quando é necessário fazer

Imagem de aparelhos para exame oftalmológico, capa do conteúdo sobre retinoscopia

A retinoscopia é um exame rápido e simples, utilizado para determinar erros de refração, como miopia, astigmatismo e hipermetropia; entenda como ele funciona! 

Se você percebeu alterações no seu olho, ou no comportamento de uma criança em relação a sua visão, é importante procurar o quanto antes um oftalmologista. Ao fazer isso, pode ser que uma retinoscopia seja realizada.

A consulta com um oftalmologista deve acontecer pelo menos uma vez durante o ano. Porém, ao perceber qualquer alteração no olho, como visão embaçada, é necessário procurar um especialista o mais rápido possível. Esse sinal pode ser um indicativo de erro refrativo.

No entanto, para ter certeza que tem algo de errado com sua visão, ou se está tudo certo, é importante que o médico faça alguns exames oftalmológicos, como a retinoscopia.

Quer saber mais sobre o assunto? Continue a leitura e confira o conteúdo que preparamos com tudo o que você precisa saber sobre esse exame!

O que é?

A retinoscopia é um exame utilizado por oftalmologistas para medir o quão bem você pode ver objetos em diferentes distâncias. Assim, o profissional pode determinar o tipo de correção (grau) necessária para seus óculos ou lentes de contato.

Em outras palavras, o exame faz a medição do que é conhecido como erro de refração, que podem ser miopia, astigmatismo ou hipermetropia, entre outros. Ele é realizado com o uso de um pequeno instrumento portátil chamado retinoscópio.

O que é um retinoscópio? 

Para que você possa entender melhor o que é a retinoscopia, é importante que compreenda o que é um retinoscópio.

Como já dito, o retinoscópio é o equipamento utilizado durante o exame. Com ele, o médico focaliza um ponto de luz na pupila do paciente.

Esse equipamento pode ser movido de um lado para o outro, o que faz com que o feixe de luz também se mova pela retina. Mais adiante, daremos mais detalhes sobre como o exame é realizado.

Tipos de retinoscopia

É importante deixar claro que existem dois tipos de retinoscopia. A mais comum é chamada de retinoscopia estática, porém também existe a retinoscopia dinâmica.

No caso da estática, o paciente deve observar um objeto que ficará distante. Quando o olho é iluminado durante o teste, a retina se comporta como se fosse um espelho, que irá absorver e refletir a luz até a pupila.

Já no caso da dinâmica, o paciente deve manter a visão fixada em uma letra ou em outros objetos que ficam na parte de trás do retinoscópio.

A técnica que será aplicada deve ser definida pelo especialista. No entanto, para fazer o diagnóstico de erros refrativos, é geralmente utilizada a estática.

Para que serve o exame de retinoscopia?

O exame fornece ao oftalmologista uma medida objetiva da sua visão. Isso significa que o procedimento e suas descobertas não dependem de nenhuma resposta da pessoa que está sendo examinada.

Com isso, esse exame se torna o ideal para pessoas que podem ter problemas para se comunicar, como crianças pequenas ou pessoas com dificuldades de fala. Ele também é frequentemente usado em pessoas com dificuldade em articular ou explicar seus sintomas ao médico.

Os médicos podem realizar a retinoscopia como um teste preliminar para garantir que obtenham a leitura mais precisa para sua prescrição. Após o exame, eles geralmente realizam um teste de refração subjetivo que depende da resposta do paciente. 

Portanto, o especialista utilizará uma combinação de resultados dos dois testes para decidir qual é a prescrição ideal para o paciente, conforme as suas necessidades.

Como é feita a retinoscopia?

A retinoscopia é realizada em uma sala de exame escura. O paciente deve se sentar confortavelmente, com o oftalmologista à sua frente, a cerca de um braço de distância.

O médico utilizará o equipamento necessário para iluminar cada um de seus olhos, de modo que seja possível observar o reflexo da luz que passa pelo olho e chega à retina — o revestimento na parte posterior do olho.

O especialista gira o retinoscópio de um lado para o outro, fazendo com que a mancha de luz refletida pela sua retina se mova. O médico pode estimar a partir da direção e velocidade que a luz parece se mover se o paciente tem um erro de refração e quanto.

A partir disso, ele poderá julgar se sua visão pode melhorar usando óculos ou atualizando o grau de seus óculos atuais, se você já os usa.

Para confirmar que tipo de correção de visão você precisará e quão forte o grau precisa ser, seu oftalmologista colocará lentes diferentes na frente de seu olho até que a luz refletida pareça imóvel, mesmo quando o retinoscópio for movido.

Um cálculo simples determina a sua prescrição. Seu médico poderá explicar qualquer parte do exame se você tiver dúvidas.

Quando fazer a retinoscopia?

A retinoscopia é sem dúvida um exame muito importante quando se trata de avaliar a saúde dos olhos. Esse teste deve ser feito sempre que uma pessoa identificar algum sinal de alteração em sua visão, como o sintoma de visão turva.

Pode ser que você tenha um erro de refração, como a miopia. Com esse exame o médico poderá não somente fazer um diagnóstico preciso como também indicar o nível de grau necessário para seus óculos ou lentes de contato.

Quem pode fazer?

O exame pode ser feito tanto em crianças quanto em adultos. Na verdade, tudo vai depender da avaliação do oftalmologista. 

Somente em uma consulta com o especialista é possível saber quais exames oftalmológicos devem ser realizados. 

Como você deve ter percebido, o exame de retinoscopia é essencial para que pacientes com erros refrativos possam receber um diagnóstico preciso e, consequentemente, um tratamento adequado.

Por esse motivo, não estranhe se na consulta com o oftalmologista ele falar que precisa realizar esse teste.

É importante deixar claro que, dependendo do grau de erro refrativo, o tratamento pode ser desde o uso de óculos ou lentes de contato até a realização de uma cirurgia refrativa — para casos avançados.

E se você estiver em busca de uma Clínica Oftalmológica no Rio de Janeiro, agende a sua consulta ou exame com a COI Oftalmológica! Temos uma equipe formada por especialistas que estão prontos para pacientes com as mais variadas necessidades.

Dr. Ricardo Filippo

Dr. Ricardo Filippo

CRM: 5281096-7 | RQE: 17512. Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Durante sua vida acadêmica, participou de dezenas de congressos e simpósios, no Brasil e no exterior, e ministrou diversas aulas sobre Oftalmologia. Veja informações sobre sua experiência na área.
Mulher sorrindo usando o computador de óculos

O que é a falsa miopia?

A falsa miopia é um problema ocular que afeta de forma temporária a capacidade da pessoa enxergar objetos distantes. Veja quais os sintomas dessa condição

Imagem de um teste de diabetes sendo realizado na mão

Como a diabetes pode afetar a visão?

A diabetes afeta a visão quando o nível de glicose do sangue está alto, provocando alterações oculares que podem causar o desenvolvimento de doenças como

Comentários