Aniseiconia: o que é, sintomas, causas e tratamento

olho com feixe de luz

A aniseiconia trata-se de uma condição ocular onde o paciente tem percepções diferentes de tamanho de uma imagem em cada um de seus olhos; entenda

Embora não seja muito conhecida, a aniseiconia é uma condição ocular que faz com que os olhos da pessoa não enxerguem as imagens com o mesmo tamanho. Com isso, alguns sinais surgem, como a vertigem e a visão dupla.

Esse problema na visão faz com que o nosso cérebro não consiga desempenhar sua função corretamente quando se trata dos olhos.

Assim como acontece com outras condições oculares, a aniseiconia é diagnosticada por um oftalmologista, depois que exames oftalmológicos são realizados. Entretanto, o problema pode ser complicado de ser identificado por seus sintomas serem parecidos com os de outros distúrbios nos olhos.

Neste artigo, falaremos mais sobre o que é esse problema ocular, quais são seus sintomas, seu tratamento e outras questões sobre o assunto. Continue a leitura e confira!

O que é aniseiconia?

A aniseiconia é um problema ocular que afeta a visão binocular, já que faz com que cada olho visualize imagens em diferentes tamanhos e formatos. O nome dessa condição vem de uma palavra de origem grega, a “aniseikonia”. Traduzindo, ela significa “imagens desiguais”.

Quando dois olhos possuem diferentes erros refrativos – problema ocular chamado de anisometropia –, o cérebro se esforça para compensar essa diferença. Consequentemente, ocorre essa condição no olho – quando cada olho enxerga a imagem em tamanho diferente.

Esse problema na visão é dividido em dois tipos:

  • Estático: quando os tamanhos das imagens em cada olho são diferentes;
  • Dinâmico: é parecida com a estética, porém, ela gera um “movimento na imagem”.

Como dito no início do artigo, essa é uma condição que pode ser desafiante de ser diagnosticada. Isso acontece porque ela é parecida com outros problemas oculares.

O que é anisometropia?

Outra questão muito importante sobre a aniseiconia é que ela não é a mesma coisa que a anisometropia, embora sejam parecidas – possuem sintomas semelhantes.

Quando uma pessoa tem anisometropia, quer dizer que ela tem uma diferença refrativa em cada um dos olhos. Com isso, ocorre o desequilíbrio da visão, proporcionando imagens borradas e com diferentes tamanhos em cada olho.

As causas dessa condição estão relacionadas ao grau de refração. Além disso, existem três tipos de anisometropia:

  • Simples;
  • Composta;
  • Mista.

Portanto, cada tipo surge devido a causas diferentes. Por exemplo, no caso da anisometropia mista, a pessoa pode ter miopia em um dos olhos e hipermetropia no outro, com diferentes graus.

Por outro lado, a aniseiconia acontece por causa de erros refrativos. Por exemplo, pode acontecer quando um óculos ou lentes de contato possuem graus incorretos. Como consequência, as imagens são enxergadas em diferentes tamanhos, o que gera incômodo ao cérebro.

Sintomas

Quando acontece a falha no cérebro na visão, um dos primeiros sintomas da aniseiconia é um olho enxergar a imagem em um tamanho diferente do outro olho. Porém, também existem outros sintomas dessa condição ocular, que são:

  • Visão dupla;
  • Dores de cabeça;
  • Tonturas;
  • Vertigens;
  • Dificuldade em ler;
  • Sensibilidade à luz;
  • Náuseas;
  • Fadiga;
  • Distorção da visão. 

É importante deixar claro que os sintomas citados acima também podem indicar muitos outros problemas na visão. Portanto, é essencial procurar um médico ao identificar qualquer um deles.

Como a aniseiconia é medida?

Para que a aniseiconia seja diagnosticada e medida é essencial que o oftalmologista tenha experiência, especialmente nesse tipo de condição ocular.

O profissional precisará realizar alguns testes para identificar o problema na visão e  erros de refração em cada um dos olhos – para verificar se não existe anisometropia.

Causas

A aniseiconia pode acontecer devido a diversos fatores, como a prescrição incorreta das lentes de grau em óculos, por exemplo. Somente um especialista poderá compreender, conversando com o paciente, o que pode ter provocado esse problema ocular.

Também é importante esclarecer que existem dois tipos de aniseiconia, que são:

  • Induzida opticamente: neste caso, o problema acontece por causa de erros de refração provocados por lentes corretivas ou alguma cirurgia refrativa – ou outras cirurgias nos olhos. 
  • Induzida pela retina: aqui, a condição ocorre devido a danos na retina.

É importante deixar claro que o olho pode suportar até 7% dessa condição, de acordo com estudos. Isto é, pessoas que possuem uma quantidade leve da condição podem não ter problemas graves na visão, o que faz com que tenham uma vida normal.

Outra questão importante é que não existe um grupo de pessoas mais propenso a desenvolver o problema. Em outras palavras, todas as pessoas, de qualquer sexo, podem ter aniseiconia.

Tratamento da aniseiconia

O tratamento da aniseiconia depende da diferença de tamanho que as imagens são vistas em cada olho. Entretanto, é comum que os seguintes tratamentos sejam indicados:

  • Correção do problema com lentes: esse é o tratamento mais comum para tratar o problema em crianças. Inclusive, tenha em mente que crianças também precisam se consultar frequentemente com oftalmologistas
  • Monovisão: neste caso, o tratamento tem como objetivo especializar cada um dos olhos do paciente para uma função diferente.
  • Lentes com diferentes especificações: as lentes utilizadas nos olhos são diferentes. Por exemplo, uma lente pode ter uma espessura ou curvatura diferente da outra. 
  • Pena: o tratamento é utilizado para fazer a redução da graduação do erro de refração no olho que está mais debilitado. 

Que tipo de lente é indicada para o tratamento da aniseiconia?

Somente um especialista poderá indicar a lente mais adequada para o tratamento dessa condição. No entanto, por exemplo, pode-se utilizar lentes com curvaturas frontais.

Quando procurar um especialista?

A procura por um oftalmologista deve ocorrer ao identificar qualquer alteração na visão. Isso é essencial para que qualquer tipo de problema ocular seja diagnosticado precocemente e o tratamento se inicie o mais rápido possível.

De miopia a aniseiconia, somente um especialista poderá indicar os cuidados necessários com os olhos para que o paciente tenha uma melhor qualidade de vida e evite a progressão de doenças.

Neste artigo, você aprendeu o que é a aniseionia, quais são os sintomas, seus tratamentos e outras questões importantes sobre o assunto.

A COI Oftalmologia é especialista em diagnosticar e tratar diversos problemas na visão. Caso esteja com qualquer sintoma dessa condição ocular, ou precise realizar um check-up oftalmológico de rotina, marque uma consulta com um de nossos especialistas.

É importante deixar claro que o fato de ter qualquer um dos sintomas que citamos não quer dizer que você tenha ou terá um problema mais grave de visão. Porém, consultar um médico é a melhor maneira de cuidar da saúde dos seus olhos.

Clique aqui e solicite o agendamento da sua consulta com um dos especialistas da COI!

Dr. Ricardo Filippo

Dr. Ricardo Filippo

CRM: 5281096-7 | RQE: 17512. Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Durante sua vida acadêmica, participou de dezenas de congressos e simpósios, no Brasil e no exterior, e ministrou diversas aulas sobre Oftalmologia. Veja informações sobre sua experiência na área.
Mulher sorrindo usando o computador de óculos

O que é a falsa miopia?

A falsa miopia é um problema ocular que afeta de forma temporária a capacidade da pessoa enxergar objetos distantes. Veja quais os sintomas dessa condição

Imagem de um teste de diabetes sendo realizado na mão

Como a diabetes pode afetar a visão?

A diabetes afeta a visão quando o nível de glicose do sangue está alto, provocando alterações oculares que podem causar o desenvolvimento de doenças como

Comentários