Mapeamento de retina: o que é?

Entenda o que é mapeamento de retina, quando fazê-lo, para que serve e outras questões importantes sobre esse tipo de exame 

Você tem dúvidas sobre o que é mapeamento de retina e para que ele serve? Mais conhecido como exame de retina ou exame de fundo de olho, esse procedimento é extremamente importante quando o assunto é saúde dos olhos.

Hoje em dia, existem diferentes tipos de exames oftalmológicos que podem ser realizados para verificar a visão dos pacientes. No caso do mapeamento da retina, o procedimento tem como objetivo ajudar o oftalmologista a observar detalhadamente nervos, tecido e vasos sanguíneos dos olhos.

Dessa maneira, é possível identificar doenças específicas que atingem os olhos. Vale destacar que casos de doenças oculares vem aumentando depois da pandemia de Covid-19. Por exemplo, houve um aumento de 26% de casos de glaucoma no primeiro trimestre de 2022

Quer entender melhor o que é mapeamento de retina, para que ele serve e como é realizado? Continue a leitura e descubra o que precisa saber sobre o assunto! 

O que é o mapeamento de retina? 

O exame de mapeamento de retina é extremamente importante. Afinal, o fundo do olho é a única área do corpo humano onde é possível observar de maneira correta os vasos sanguíneos. 

Por esse motivo, o procedimento é necessário não somente para identificar doenças oculares, mas também outros tipos de condições. Isso inclui problemas neurológicos, reumáticos e hematológicos. 

Dito isso, o processo de mapear a retina é muito comum e tem como objetivo identificar determinadas doenças. Ao fazer isso, o médico oftalmologista pode indicar o tratamento mais adequado para o paciente. 

Além disso, ele também poderá detectar possíveis alterações na retina que foram provocadas por alguma doença. 

É importante deixar claro que o exame de retina não é a mesma coisa que a fundoscopia. No entanto, ele é mais completo. Isso acontece porque a análise feita detalha a retina central e periférica, o nervo óptico e o humor vítreo. 

Quando é indicado e o que pode ser detectado no mapeamento de retina?

Geralmente, o mapeamento de retina é indicado para quem possui ou tem sintomas que indicam que existem determinadas doenças ou condições, como:

Como é feito o mapeamento?

Além de saber o que é mapeamento de retina, é muito provável que você também tenha dúvida sobre como ele é feito. 

Mapear a retina é um exame muito simples, que não causa dor e nem ferimentos. Ele pode ser feito diretamente na clínica do oftalmologista, que irá analisar as condições oculares do paciente. 

Utiliza-se um oftalmoscópio com uma lente convergente de grande aumento. O aparelho fica a cerca de 15 centímetros do olho da pessoa. Ao emitir um feixe de luz, ele permite que o especialista consiga analisar o local necessário, no fundo do olho. 

Com essa visão mais detalhada, o oftalmologista pode descobrir de maneira precoce doenças graves ou indicar tratamentos para incômodos e inflamações no local. 

Muitas vezes, antes do exame, é necessário que haja dilatação da pupila. Assim, o paciente recebe um colírio para ser aplicado alguns minutos antes da consulta. Isso pode causar dificuldade na visão durante algum tempo. 

Por conta disso, é sempre recomendado que haja um acompanhante, principalmente quando o exame finalizar. Dirigir e andar a pé na rua não são atividades indicadas neste momento. 

Mapeamento de retina em bebês

Quando existe a dúvida “O que é mapeamento de retina?”, é comum que também exista o questionamento se o procedimento pode ser realizado em bebês. 

Sim, o exame de retina pode ser realizado em bebês prematuros (com 32 semanas ou menos). Isso porque pode haver uma doença chamada de retinopatia da prematuridade. Ou seja, quando há alterações na retina no olho. 

Isso pode ser a causa de algumas alterações nos vasos sanguíneos da criança. Descobrindo essa condição de maneira inicial, é possível impedir o desenvolvimento de cegueira e outros problemas relacionados à visão. 

O tratamento deve ser feito de maneira cirúrgica e o acompanhamento, a partir disso, deve ser anual. 

Outras indicações

Já citamos que o exame de retina é realizado para detectar possíveis doenças. Porém, aqui estão as ocasiões onde o procedimento é indicado: 

  • Quando houver incômodos relacionados à visão e que não são resolvidos com óculos;
  • Para pessoas com mais de 50 anos, de maneira frequente e periódica;
  • Para pessoas que tenham doenças que possam afetar a retina, como as indicadas no início do artigo;
  • Para pessoas com miopia;
  • Para pessoas que realizam tratamentos com medicações que podem afetar a retina;
  • Quando for necessário realizar cirurgias oculares;
  • Quando houver histórico na família de pessoas com deslocamento de retina;
  • Após lesões oculares.

Quanto tempo dura o mapeamento de retina?

O tempo de realização do mapeamento de retina dura em média 5 minutos. Porém, é necessário que o paciente esteja na clínica oftalmológica pelo menos 40 minutos antes de realizar o exame. Isso porque o seu olho será dilatado. 

Por esse motivo, é necessário estar acompanhado, já que a visão pode ficar comprometida durante algum tempo. Depois da dilatação, costumam ocorrer sintomas como sensibilidade à luz e dificuldade de enxergar. 

Com isso, o paciente não deve dirigir e nem mesmo pegar transporte público sozinho. 

Qual o valor de um mapeamento da retina?

Você provavelmente já compreendeu o que é mapeamento de retina, mas quanto será que esse exame custa? O valor do mapeamento de retina pode variar muito de acordo com algumas questões, como localização da clínica e materiais utilizados, por exemplo. 

No entanto, o preço médio do exame varia entre R$100 a R$300. Porém, o procedimento é geralmente coberto por planos de saúde. 

É importante deixar claro que caso você desconfie que tem algum tipo de doença ocular procure quanto antes um oftalmologista. Além disso, se apresentar fatores de riscos para as condições citadas, é necessário realizar o exame de retina pelo menos uma vez por ano.  

Entretanto, a frequência para a realização do procedimento é determinada pelo médico especialista, que considerará histórico de doenças, idade e outras condições. 

Agora que você já sabe o que é mapeamento de retina, deve ter percebido que esse é um procedimento rápido e simples. Porém, tem uma grande importância na área oftalmológica por ser capaz de identificar doenças e problemas oculares. 

Dito isso, se ainda tiver alguma dúvida sobre o exame ou estiver em busca de uma clínica para realizá-lo, entre em contato com a COI e agende a sua consulta com um de nossos oftalmologistas! 

Dr. Ricardo Filippo

Dr. Ricardo Filippo

CRM: 5281096-7 | RQE: 17512. Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Durante sua vida acadêmica, participou de dezenas de congressos e simpósios, no Brasil e no exterior, e ministrou diversas aulas sobre Oftalmologia. Veja informações sobre sua experiência na área.
Mulher sorrindo usando o computador de óculos

O que é a falsa miopia?

A falsa miopia é um problema ocular que afeta de forma temporária a capacidade da pessoa enxergar objetos distantes. Veja quais os sintomas dessa condição

Imagem de um teste de diabetes sendo realizado na mão

Como a diabetes pode afetar a visão?

A diabetes afeta a visão quando o nível de glicose do sangue está alto, provocando alterações oculares que podem causar o desenvolvimento de doenças como

Comentários