Tudo sobre cirurgia de miopia: guia completo

mão segurando óculos

Se você tem interesse em fazer uma cirurgia de miopia, esclareça antes algumas dúvidas sobre o procedimento.

A procura por cirurgia de miopia é cada vez maior no Brasil e no mundo. Afinal, é enorme a quantidade de pessoas que precisam utilizar óculos ou lentes de contato devido a essa condição na visão. 

No entanto, a busca por procedimentos cirúrgicos oculares não ocorre somente por causa da miopia. Outros problemas na visão como hipermetropia, astigmatismos e presbiopia também fazem com que as pessoas busquem algum tipo de cirurgia refrativa. 

Vale destacar que devido à pandemia, a visão de muitas pessoas foi afetada. Por exemplo, o período multiplicou os casos de miopia em crianças em todo o mundo. Por esse motivo, é muito importante procurar um profissional ao perceber qualquer tipo de desconforto nos olhos. 

Dito isso, neste artigo, falaremos um pouco mais sobre uma solução tranquila que vem chamando a atenção quando o assunto é saúde dos olhos: a cirurgia de miopia. Continue a leitura e confira! 

O que é a cirurgia de miopia?

A cirurgia de miopia — também conhecida como cirurgia refrativa a laser — é um procedimento médico que tem como objetivo remodelar a córnea, camada externa do olho.

Em algumas pessoas, essa parte do olho pode sofrer alterações em seu formato, ocasionando problemas de visão como a miopia e o astigmatismo. Para corrigir esses tipos de condições oculares, é possível realizar um procedimento cirúrgico.

O processo costuma ser rápido e os pacientes permanecem acordados enquanto ele é realizado. Geralmente, a cirurgia também é indolor. Caso o paciente sinta dor, pode ser que seja devido a alguma complicação. 

O que muitas pessoas não sabem sobre a cirurgia refrativa é que existem diferentes tipos de procedimentos que podem ser realizados. Vamos entender melhor quais são eles a seguir. 

Como funciona a cirurgia de miopia? 

Cirurgias de miopia e astigmatismo são muito procuradas porque costumam apresentar ótimos resultados — têm altas taxas de sucesso na correção de problemas refrativos. Porém, antes de decidir passar por esse tipo de procedimento, é crucial saber como ele funciona. 

A primeira coisa importante a saber é que a cirurgia é rápida e minimamente invasiva. A cirurgia de miopia dura, em média, 15 minutos.

A cirurgia é realizada com a aplicação de anestesia local e, para que o médico indique o procedimento, é necessário que o paciente realize alguns exames oftalmológicos

Dito isso, entenda melhor como funcionam os principais tipos de cirurgia refrativa a laser

PRK 

A PRK (Ceratectomia Fotorrefrativa) é um procedimento mais antigo, que não realiza incisão na córnea para que ocorra a aplicação do laser. 

Durante o procedimento, o médico realizará uma desepitelização corneana. Em outras palavras, o cirurgião fará a remoção total da membrana que envolve a córnea. Trata-se de um procedimento de “raspagem”. 

Por esse motivo, ao realizar a cirurgia PRK, o paciente precisa ter um tempo maior de recuperação. Inclusive, depois do procedimento, é necessário utilizar (temporariamente) uma lente que tem como objetivo fazer o papel da membrana que foi “raspada”. O seu uso deve ser feito até que a membrana se regenere. 

Esse tipo de procedimento cirúrgico pode gerar desconfortos leves a moderados ao paciente. No entanto, embora a cirurgia tenha um pós-operatório mais demorado e com mais cuidados, a PRK é muito indicada por oftalmologistas, caso seja a opção ideal para as necessidades do paciente. 

LASIK

Outro tipo de cirurgia refrativa muito realizada é a LASIK. Neste caso, a técnica do procedimento consiste em realizar uma incisão na parte exterior da membrana que envolve a córnea. 

Esse processo é conhecido como “flap”, e é feito para que ocorra a aplicação de dois lasers — guiados por meio de um computador. O primeiro laser realiza a pequena incisão, e o segundo atinge a córnea, para fazer as correções necessárias. 

Em comparação com a PRK, a LASIK é considerada mais moderna, e proporciona um pós-operatório com período menor e mais confortável ao paciente. Outra informação muito importante sobre essa cirurgia é que ela pode corrigir miopia e astigmatismo ao mesmo tempo. 

LASIK ou PRK, qual escolher? 

Agora, você pode estar se perguntando: “LASIK ou PRK, qual opção eu devo escolher?”. Na verdade, a melhor cirurgia é a que o seu oftalmologista de confiança indicar para você.  

Lembre-se que para realizar o procedimento cirúrgico você precisará realizar alguns exames. Com isso, o seu médico poderá avaliar se você pode fazer a cirurgia e qual técnica é mais adequada, de acordo com as suas necessidades. 

Juntos, vocês poderão avaliar as opções e chegar a uma conclusão de qual é a melhor cirurgia de miopia indicada.

Quem pode fazer cirurgia de miopia? 

A indicação para a realização da cirurgia deve ser feita somente por um oftalmologista. No entanto, geralmente, o procedimento é recomendado para adultos — depois do período da adolescência. 

Isso acontece para evitar que a estrutura ocular do paciente mude conforme ocorre o seu crescimento. Com isso, os resultados da cirurgia podem ser comprometidos. 

Além disso, é necessário que o problema refrativo possua alteração mínima, sendo capaz de justificar a cirurgia. Em certos casos — que não existe alteração do problema —, é recomendável utilizar os óculos. 

Outra questão importante é que o médico deve analisar se a condição ocular está aumentando ou está estabilidade. O ideal é aguardar até que ocorra a estabilização. 

Veja também: Qual a idade mais indicada para fazer cirurgia de miopia?

Qual o grau máximo para fazer cirurgia de miopia? 

Normalmente, os oftalmologistas indicam a cirurgia refrativa para pacientes com até 10 graus. No caso de hipermetropia, com até 5 graus e para astigmatismo 6 graus. 

Além disso, o médico também deverá avaliar o formato do globo ocular do paciente Depois disso, ele poderá indicar ou não um procedimento cirúrgico. 

Qual o grau mínimo para a cirurgia de miopia?

Geralmente, não existe um grau mínimo para a cirurgia de miopia. Tudo vai depender da condição clínica e dos exames oftalmológicos complementares.

Quem não pode fazer a cirurgia de miopia?

Embora a cirurgia refrativa de miopia seja muito procurada, ela não é recomendada para pessoas que: 

  • Tomam medicamentos que podem provocar alterações na visão;
  • Têm menos que 20 anos — dependendo do especialista, pode ser que ele recomende não ter menor que 18 anos;
  • Possuem córnea fina  — já que ela pode ficar instável depois da cirurgia a laser;
  • Estão grávidas ou em período de amamentação. 

Recuperação da cirurgia de miopia

Quando o assunto é recuperação da cirurgia para refração da miopia, como já citamos, depende muito do tipo de técnica realizada.

No entanto, no geral, o paciente pode sentir incômodo nos olhos, de leve a moderado. Além disso, precisa seguir todas as recomendações do médico, como evitar se expor ao sol e, caso faça isso, utilize óculos escuros conforme orientação médica. 

Geralmente, o período de pós-operatório e recuperação é tranquilo e não exige muitos esforços. Porém, é muito importante seguir todas as recomendações do médico para que não ocorram complicações nos olhos. 

Outra recomendação é evitar esfregar os olhos. Portanto, mantenha-se atento, já que é comum que a região operada fique sensível e propensa a coceiras. 

Riscos e vantagens da cirurgia de miopia 

Assim como qualquer outro procedimento cirúrgico, a cirurgia de miopia tem seus riscos e vantagens. Entenda quais são eles. 

Riscos

Um paciente tem mais riscos de ter uma complicação caso tenha certas condições oculares, como: 

  • Ceratite ou herpes ocular (infecções oculares);
  • Catarata significativa;
  • Glaucoma;
  • Pupilas grandes;
  • Ceratocone — doença que deixa a córnea mais fina no decorrer do tempo. 

Além disso, assim como pode ocorrer em outras cirurgias, qualquer paciente pode ter complicações, como: 

  • Olhos secos;
  • Sensibilidade à luz;
  • Visão dupla ou embaçada;
  • Coceira nos olhos;
  • Infecção ocular;
  • “Manchas” vermelhas no branco do olho (sangue).  

A maioria dos sintomas citados acima costumam sumir depois dos primeiros dias após a cirurgia. No entanto, caso o paciente identifique qualquer um deles, deve procurar o seu médico. 

Vantagens

A principal vantagem da cirurgia ocular a laser é que a maioria dos pacientes, depois de se recuperar do procedimento, não precisam mais utilizar óculos para enxergar claramente. 

A procura pela cirurgia pode ocorrer por diferentes motivos, incluindo: 

  • Incômodo ao utilizar lentes de contato, mas também não gostar de utilizar óculos por questões estéticas;
  • Vontade de realizar atividades onde não é possível utilizar óculos, como em determinados esportes, por exemplo;
  • Conveniência e praticidade de não precisar utilizar óculos. 

É perigoso fazer a cirurgia?

Esta cirurgia não é considerada como um procedimento cirúrgico perigoso. No entanto, como citamos, assim como qualquer outra cirurgia, ela oferece os seus riscos. 

Portanto, procure um médico especialista para realizar o procedimento e tire todas as suas dúvidas para se sentir mais seguro ao realizá-lo. 

Qual o preço de uma cirurgia de miopia?

A cirurgia refrativa de miopia pode ser realizada via Sistema Único de Saúde (SUS). Porém, as filas de espera costumam demorar muito tempo, o que muitas vezes se torna inviável para quem deseja realizar o procedimento quanto antes. 

Dito isso, o valor da cirurgia de miopia depende de diferentes fatores, como o médico que realizará o processo, o local (clínica), a região (estado e cidade) e assim por diante. Mas, em geral, uma cirurgia de miopia custa em média R$ 6.000, para ambos os olhos (valor atualizado para 2023). 

Portanto, faça pesquisas e, claro, sempre opte por uma opção que seja reconhecida por ser confiável. 

Cirurgia de miopia no Rio de Janeiro

Se você quer fazer uma cirurgia de miopia no Rio de Janeiro, procure a COI Oftalmologia. Ela está localizada no bairro de Campo Grande.

Na COI Oftalmologia você pode contar com especialistas aptos para realizar diferentes tipos de procedimentos oftalmológicos. Quer saber mais sobre a cirurgia de miopia e como podemos te ajudar? Clique aqui e agende a sua consulta!

Picture of Dr. Ricardo Filippo

Dr. Ricardo Filippo

Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Durante sua vida acadêmica, participou de dezenas de congressos e simpósios, no Brasil e no exterior, e ministrou diversas aulas sobre Oftalmologia. Dr. Ricardo Filippo é especialista em oftalmologia e produz conteúdos sobre saúde ocular.

Comentários