Quando operar a Catarata

paciente na mesa quando opera catarata

A catarata é uma doença ocular muito comum na população. Geralmente, ela surge de forma adquirida, mas também pode ser congênita. Assim que os sintomas começam a atrapalhar a visão e impedir atividades básicas do dia a dia é o momento de decidir quando operar a catarata.

A cirurgia de catarata traz inúmeros benefícios para o paciente — aumentando, inclusive, a expectativa de vida, conforme pesquisa realizada com 74 mil pessoas que realizaram o procedimento.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a catarata causa cerca de 51% da cegueira de todo o mundo, atingindo cerca de 20 milhões de pessoas no planeta. Por isso, se você começar a notar os sintomas da doença, procure um oftalmologista para garantir o diagnóstico precoce e obter o tratamento adequado.

Nesse conteúdo vamos mostrar como é a progressão da catarata e quando é o momento certo de fazer a cirurgia.

Boa leitura!

Quais são os sintomas da progressão da catarata

A catarata é uma doença ocular que afeta o cristalino, uma lente natural que possuímos dentro do olho. À medida que o tempo passa, a opacificação do cristalino se torna mais densa, piorando a nitidez das imagens. E essa progressão também pode modificar o grau dos óculos. O portador de catarata pode se tornar míope ou piorar sua miopia nesse período.

Existem diversos tipos de opacidade do cristalino. O mais comum é o tipo que, mesmo muito avançado, ou “maduro”, permite a passagem de luz nos olhos até um certo nível. Desse jeito, mesmo a nitidez não sendo perfeita o paciente ainda é capaz de enxergar.

Há tipos mais limitantes, que podem piorar a visão em locais com muita luz ou causar grandes dificuldades de dirigir à noite. E ainda os tipos que prejudicam a formação completa das imagens. O paciente pode perceber a presença de luz, mas caminha com o auxílio de outras pessoas.

Com isso enxergar com catarata pode ser uma visão embaçada, turva, amarelada, sem foco e até fantasma, uma vez que o foco também fica prejudicado.

 

Quando fazer a cirurgia de catarata

A catarata inicia como um pequeno desconforto na visão. Conforme o tempo passa, as atividades diárias são prejudicadas: dificuldade para ler, reconhecer rostos, distinguir cores ou até trocas constantes da graduação dos óculos. Nesse momento, você já pode procurar um médico.

Após o diagnóstico do oftalmologista, será necessário realizar uma série de exames para acompanhar a evolução da doença e evitar situações perigosas. Com isso, o próprio médico indicará o momento certo para operar a catarata, até por que o procedimento é rápido e simples, mas oferece alguns riscos ao paciente.

Quais são os riscos de adiar a cirurgia

Para a cirurgia de catarata, é utilizado uma técnica que consiste na microfragmentação e aspiração do cristalino. No seu lugar, é implantada uma lente intraocular para a correção da visão embaçada.

Quanto mais madura ou avançada for a doença, em mais tempo a cirurgia de catarata ocorre. Isso causa um aumento do fluxo de fluídos para a realização da aspiração das partículas do cristalino. Portanto, leva a uma perda maior de células que não têm regeneração.

Passo a passo da cirurgia de catarata
Passo a passo da cirurgia de catarata

Quais são os benefícios da cirurgia de catarata

As lentes intraoculares darão uma maior qualidade de vida para o portador da catarata. Suas atividades rotineiras serão desenvolvidas sem dificuldade e sem auxílio de outra pessoa. E a dependência de uma correção óptica será menor.

Além disso, uma pesquisa publicada na revista JAMA Ophthalmology — uma das principais da área de oftalmologia em todo mundo — ressalta que a cirurgia de catarata pode aumentar a longevidade em cerca de 5 anos.

Ainda de acordo com a pesquisa, pacientes que passaram pela cirurgia de catarata apresentaram menor mortalidade ligada a doenças vasculares, neurológicas, pulmonares, infecciosas e câncer! Sem contar que o fato de o paciente enxergar melhor reduz o risco de queda frequente na terceira idade.

Enfim, vimos aqui o que é catarata e quais são seus sintomas, os riscos de não operar e os benefícios de fazer a cirurgia de catarata. Além de melhorar a qualidade de vida, ela aumenta a longevidade, segundo pesquisa realizada por mais de 20 anos.

Se você quiser saber ainda mais sobre o procedimento cirúrgico realizado para a correção da catarata, você pode baixar gratuitamente o nosso e-Book Guia Definitivo Da Cirurgia de Catarata e tirar todas as suas dúvidas, ou ainda, agendar uma consulta com um de nossos especialistas em nossa Clínica Oftalmológica no Rio de Janeiro.

 

Saiba mais sobre a Catarata

Perguntas Frequentes sobre Catarata

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Ricardo Filippo

Ricardo Filippo

Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Durante sua vida acadêmica, participou de dezenas de congressos e simpósios, no Brasil e no exterior, e ministrou diversas aulas sobre Oftalmologia. Para mais informações sobre sua experiência na área, clique aqui.

Comentários